English from now on

Pensei durante algum tempo e resolvi que as postagens à partir de agora serão em inglês.

Sei escrever bem em inglês ? Não, cometerei muitos erros. Vai ser uma forma de praticar.

É pra atingir um público maior ? Talvez. Tenho tido dificuldade em achar artigos de coisas que tenho estudado, então nada melhor que acrescentar material em inglês (pq é acessível à todos) na Internet (em vez de acrescentar somenta à quem entende pt_BR).

English m0therfucker, do you speak it ? – Samuel L Jackson on Pulp Fiction.

 

Os sistemas do futuro se adaptarão aos sysadmins, não o contrário.

Este é um re-post (trapaça), mas vale a pena.

Lembram de uma propaganda antiga que dizia: “Não é você que tem que se adaptar ao site, mas o site se adaptar à você” ?

Pois é, estamos chegando nesse ponto com os sistemas Linux também. Pra quem utiliza bem as ferramentas de provisionamento e gerência de configuração pra levantar os serviços de forma totalmente automatizada, pouco importa se o Linux é um RedHat family ou Debian por exemplo.

Continuar lendo “Os sistemas do futuro se adaptarão aos sysadmins, não o contrário.”

Foreman + AWS

Mais um sobre Foreman e agora sobre como utilizá-lo com instâncias na AWS.

Vamos focar no Foreman em si e no mínimo necessário para sua instalação e integração com a AWS.

Continuar lendo “Foreman + AWS”

Ansible / Puppet

Ansible, CFEngine, Chef, Puppet, Rex, Salt… não dá mais para administrar sistemas sem uma ferramenta dessas hoje em dia. Aqui vamos falar sobre duas delas: Ansible e Puppet.

O objetivo é comparar brevemente as duas para ajudar quem está no momento de escolher uma delas e, pra quem já decidiu, fazer com que repense a decisão sejá lá qual delas tenha escolhido.

Essa apresentação foi feita no meetup DevOps Carioca, mas para o blog, achei melhor dividir em tres artigos, sendo:

1 – Puppet / Ansible – Exemplos

2 – Puppet / Ansible – Considerações

3 – Puppet / Ansible – Conclusão

 

 

Ansible / Puppet – Conclusão

Agora que vimos exemplos e considerações sobre similaridades e diferenças entre as duas ferramentas, vamos analisar e chegar à uma conclusão sobre qual delas usar de acordo com o cenário e o objetivo.

Continuar lendo “Ansible / Puppet – Conclusão”

Ansible / Puppet – Considerações

Pelo que vimos dos exemplos no post anterior, as ferramentas parecem similares. Porém, por funcionarem de formas completamente diferentes, você deve estar ciente das consequências das diferenças de arquitetura delas para saber qual se adequa melhor ao seu cenário.

Continuar lendo “Ansible / Puppet – Considerações”

Ansible / Puppet – Exemplos

Para começar, vamos mostrar alguns exemplos e ver como as duas ferramentas lidam com as coisas mais simples como facts, serviços, pacotes, arquivos e usuários.

Continuar lendo “Ansible / Puppet – Exemplos”